Tudo o que você precisa saber sobre um plano de emergência.


Um plano definido para lidar com grandes emergências é um elemento importante para pequenas e grandes empresas.



Além do grande benefício de fornecer orientação durante uma emergência, o desenvolvimento do plano tem outras vantagens. Você pode descobrir condições perigosas não reconhecidas que agravaria uma situação de emergência e trabalhar para eliminá-las. O processo de planejamento pode trazer à tona deficiências, como a falta de recursos (equipamentos, pessoal treinado, suprimentos) ou itens que podem ser corrigidos antes que ocorra uma emergência. Além disso, um plano de emergência promove a conscientização sobre segurança e mostra o compromisso e segurança do patrimônio e a preservação de vidas.


A falta de um plano de emergência pode levar a perdas graves, como várias vítimas e possível colapso financeiro da organização.


Como as emergências ocorrerão, o pré-planejamento é necessário. Uma necessidade urgente de decisões rápidas, falta de tempo e falta de recursos e pessoal treinado pode levar ao caos durante uma emergência. O tempo e as circunstâncias em uma emergência significam que não é possível confiar nos canais normais de autoridade e comunicação para funcionar rotineiramente. O estresse da situação pode levar a um julgamento ruim, resultando em perdas graves. Um plano de resposta a emergências bem pensado e bem organizado ajudará a eliminar esses problemas.


Qual é o objetivo geral do plano?

Um plano de emergência especifica procedimentos para lidar com situações repentinas e inesperadas. O objetivo é estar preparado para:

  • Evitar fatalidades e lesões.

  • Reduzir os danos a edifícios, estoque e equipamentos.

  • Proteger o meio ambiente e a pessoas.

  • Acelerar a retomada das operações normais.

O desenvolvimento do plano começa com uma avaliação de vulnerabilidade. Os resultados do plano mostraram:

  • Qual a probabilidade de ocorrer uma situação.

  • Quais meios estão disponíveis para parar ou impedir a situação.

  • O que é necessário para uma determinada situação.

A partir dessa análise, podem ser estabelecidos procedimentos de emergência adequados.

Na fase de planejamento, é importante que os indivíduos ou grupos relevantes sejam convidados a participar. Os membros da equipe podem incluir:

  • Funcionários com conhecimento do trabalho

  • Supervisor da área ou obra

  • Oficial de segurança

  • Comitê de saúde e segurança

  • Representante sindical, se aplicável

  • Funcionários com experiência em investigações

  • Especialistas "externos"

  • Representante do governo local, polícia, bombeiros ou ambulância

Onde apropriado, outras organizações também devem ser consultadas, especialmente quando o plano da sua organização envolve o uso de recursos externos, como bombeiros, polícia ou ambulância. Em algumas situações, uma organização pode desenvolver equipes de resposta compartilhadas com organizações vizinhas.

Em todas as situações, comunicação, treinamento e exercícios periódicos ajudarão a garantir que o plano seja executado corretamente.

O que é uma avaliação de vulnerabilidade?

Embora emergências por definição sejam eventos repentinos, sua ocorrência pode ser prevista com algum grau de certeza. O primeiro passo é identificar quais perigos representam uma ameaça para sua organização.


Como grandes emergências são eventos raros, registros de incidentes passados ​​e experiências ocupacionais não são a única fonte de informações valiosas. O conhecimento dos riscos tecnológicos (químicos ou físicos) e naturais pode ser ampliado consultando organizações semelhantes, departamentos de bombeiros, companhias de seguros, consultores de engenharia e departamentos governamentais.

Quais são exemplos de riscos tecnológicos e naturais?

Exemplos de riscos tecnológicos são:

  • Fogo.

  • Explosão.

  • Colapso do edifício.

  • Grande falha estrutural.

  • Vazamentos.

  • Liberação não intencional de produtos.

  • Libertação deliberada de produtos (por exemplo, agentes biológicos perigosos ou produtos químicos tóxicos).

  • Outras atividades terroristas.

  • Exposição a radiação ionizante.

  • Perda de energia elétrica.

  • Perda de abastecimento de água.

  • Perda de comunicações.


As áreas em que materiais inflamáveis, explosivos ou químicos são usados ​​ou armazenados devem ser considerados o local mais provável para uma emergência de risco tecnológico.


Os risco de riscos naturais:


  • Inundações.

  • Terremotos.

  • Tornados.

  • Tempestades de vento severas.

  • Chuva de pequenas pedras de gelo.

  • Temperaturas extremas graves (frio ou quente).

  • Doenças pandêmicas como como covid-19 (Coronavírus).


A possibilidade de um evento acionar outros deve ser considerada. Uma explosão pode iniciar um incêndio e causar falhas estruturais, enquanto um terremoto pode iniciar muitos dos eventos tecnológicos listados acima.

Qual é a série de eventos ou decisões que devem ser consideradas?

Depois de identificar os perigos, os possíveis principais impactos de cada um devem ser especificados, como:


  • Eventos sequenciais (por exemplo, um incêndio após uma explosão).

  • Evacuação.

  • Baixas.

  • Danos à infraestrutura da planta.

  • Perda de registros / documentos vitais.

  • Danos ao equipamento.

  • Interrupção do trabalho.


Com base nesses eventos, as ações necessárias são determinadas. Por exemplo:

  • Declarar emergência.

  • Soe o alerta.

  • Evacuar a zona de perigo.

  • Feche os principais desligamentos.

  • Solicite ajuda externa.

  • Iniciar operações de resgate.

  • Atender a baixas.

  • Combate ao fogo.


Considere também quais recursos são necessários e sua localização, como:


  • Suprimentos médicos.

  • Equipamento de comunicação auxiliar.

  • Geradores de energia.

  • Respiradores.

  • Equipamento de detecção de produtos químicos e radiação.

  • Equipamento móvel.

  • Roupas de proteção de emergência.

  • Equipamento de combate a incêndio.

  • Ambulância.

  • Equipamento de resgate.

  • Pessoal treinado.

Quais são os elementos do plano de emergência?

O plano de emergência inclui:

  • Todas as emergências possíveis, consequências, ações necessárias, procedimentos escritos e os recursos disponíveis.

  • Listas detalhadas do pessoal de resposta a emergências, incluindo seus números de telefone celular, detalhes de contato alternativos e seus deveres e responsabilidades.

  • Planos de chão.