Desvendando tudo sobre NR 33

A NR 33 é a norma de segurança do trabalho, que define as condições mínimas de trabalho que devem ser observadas em espaços confinados. Todos os riscos associados a este tipo de trabalho devem ser identificados e controlados para garantir a segurança dos trabalhadores e a integridade de sua saúde.


Para evitar confusão sobre a definição de espaço confinado, o Texto NR 33 contém as seguintes definições de forma clara e concisa:


“Espaço Confinado é qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.”



As medidas que devem ser tomadas

A NR 33 estipula que as medidas técnicas e gestão devem ser tomadas para garantir uma maior segurança, apenas a combinação das duas pode atingir um nível de segurança satisfatório.


Os controles técnicos se concentram em ações eficazes em ambientes limitados, incluindo pessoal bem treinado para monitorar o desempenho, revisar as condições de acesso e estabilidade e monitorar os riscos. Medidas técnicas:


  • Identificar, isolar e marcar espaços confinados para evitar a entrada não autorizada;

  • Prever e identificar riscos em espaços confinados;

  • Avaliar e controlar riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos;

  • Exigir o uso de cadeados , fechaduras, relevos, selos e etiquetas;

  • Tomar as medidas necessárias para eliminar ou controlar os perigos atmosféricos em espaços fechados;

  • Avaliar a atmosfera interior antes de entrar nos trabalhadores para garantir que o seu interior é seguro;

  • Manter condições atmosféricas aceitáveis na entrada e durante qualquer trabalho, observação, ventilação, descarga, descarga ou desempenho inercial no espaço fechado;

  • Monitoramento contínuo do ar interno em áreas onde o pessoal autorizado desempenha suas funções para garantir a entrada. As condições de cumprimento e conformidade são seguras ;

  • A ventilação com oxigênio puro é proibida;

  • Testar o dispositivo de medição antes de cada uso; e

  • Usar leitores diretos intrinsecamente seguros com alarmes calibrados e blindados Para evitar radiação eletromagnética ou interferência de radiofrequência.

Por outro lado, as medidas administrativas referem-se ao controle burocrático necessário para registrar trabalhos em espaços confinados. Dentre os itens que apresentamos a seguir, destaca-se a Permissão de Entrada e Trabalho-PET. Trata-se de um documento que estipula os termos e condições de determinado cargo a termo, que deve ser liberado antes do início das obras e encerrado logo após. O PET no Apêndice II da NR 33 descreve todo o local, os valores de segurança e gás disponíveis, e deve estar disponível em até 5 anos após o fechamento. Outras medidas administrativas:

  • Manter uma lista atualizada de todos os espaços fechados (incluindo espaços para deficientes) e riscos relacionados;

  • Determinar medidas para isolar, marcar, controlar ou eliminar os riscos em espaços fechados;

  • Manter a permanência na entrada do espaço fechado Sinalização;

  • Seguir os procedimentos para trabalho em espaço confinado;

  • Ajustar os modelos de entrada e autorização de trabalho de acordo com as condições específicas da empresa e seu espaço limitado;

  • Preencher, assinar e indicar antes de os trabalhadores entrarem no espaço confinado A data e a autorização de trabalho são em triplicado;

  • Ter um sistema de controle que monitora as autorizações de entrada e de trabalho;

  • Fornecer uma cópia da autorização de entrada e trabalho a um dos funcionários e guardas autorizados;

  • Quando o trabalho for concluído e ocorrer Circunstâncias imprevistas ou cancelamento de entrada e autorizações de trabalho quando o trabalho for interrompido ou interrompido;

  • Procedimentos de arquivamento de cinco anos e autorizações de entrada e trabalho;

  • Fornecido a trabalhadores autorizados, seus representantes e inspetores do trabalho Procedimentos e autorizações de entrada e de trabalho;

  • Designar o pessoal envolvido no processo de entrada, definir as funções de cada empregado e fornecer a formação necessária;

  • Fornecer procedimentos de supervisão para trabalhar fora e dentro de salas fechadas;

  • Assegurar que o espaço fechado só pode ser acessado sob a supervisão e permissão de um supervisor treinado;

  • Assegurar que todos os trabalhadores entendam os riscos e medidas de controle no local de trabalho;

  • Implementar um plano de proteção respiratória com base em uma análise de risco, tomando levar em consideração o trabalho realizado. Localização, complexidade e tipo.

A fim de cumprir eficazmente este padrão normativo, tanto empregadores como empregados têm suas próprias responsabilidades, que pressupõem que a segurança no trabalho só pode ser garantida por meio de sua participação e cooperação.


Designar um técnico para manter esta norma, identificar os espaços confinados e os riscos envolvidos, treinar os trabalhadores sobre os riscos e medidas de emergência que podem ser tomadas e localizar os espaços confinados para identificar eventuais riscos. Eles o evitaram.


Utilize ferramentas e auxiliares que auxiliem no cumprimento da NR 33, siga as instruções para trabalhar no local designado e informe o responsável sobre os possíveis perigos na sala.


Além de todas essas instruções, medidas adicionais de proteção contra incêndio e inundação devem ser tomadas, para isso também é necessário analisar as condições atmosféricas externas antes de iniciar os trabalhos. Devem adotar medidas especiais para controle de possíveis riscos, e os equipamentos utilizados em seus trabalhos devem atender aos requisitos do INMETRO.



Os trabalhadores que trabalham ou participam de espaços confinados devem receber treinamento para garantir a equidade do processo. Além disso, o fluxo de trabalho de acordo com a NR 33 deve incluir pelo menos o seguinte:


“Objetivo, campo de aplicação, base técnica, responsabilidades, competências, preparação, emissão, uso e cancelamento da Permissão de Entrada e Trabalho, capacitação para os trabalhadores, análise de risco e medidas de controle.”


Antes do início da obra, um novo inspetor também deve ser designado como responsável pela emissão do PET. Você também é responsável por testar e revisar todos os equipamentos e procedimentos e garantir que o equipamento de resgate esteja disponível em caso de acidente.


Sempre que ocorrer uma ocorrência que se desvie das normas estabelecidas para a realização de determinada obra em espaço confinado e que viole uma das normas da NR 33, todos os procedimentos devem ser verificados para garantir a total segurança ocupacional.


Agora que você sabe como atender aos requisitos da NR 33, é hora de obter as ferramentas de medição necessárias para usar o Instrutemp para verificar as condições de trabalho e os riscos!