Atendimento pré-hospitalar

Os serviços de emergência são uma série de procedimentos médicos de atendimento antes da vítima ser conduzida ao hospital, que chamamos de atendimento pré-hospitalar, realizado por equipes externas ao hospital. Como sua intervenção tende a ser emergencial e urgente, esse tipo de atendimento costuma ser prestado a pacientes com diversos tipos de doenças, sejam clínicas (sistema nervoso, sistema cardíaco, sistema mental, etc.) ou traumáticas (acidentes de trânsito, quedas , epilepsia, etc.)



Durante o período de atendimento pré-clínico, o paciente foi examinado, o quadro clínico era estável e ele foi internado no hospital para intervenção necessária após o diagnóstico inicial. O atendimento pré-hospitalar, também conhecido como APH, é um método para toda a equipe de emergência, médicos e enfermeiras que são treinados e qualificados para atender situações semelhantes.


Como funcionam os cuidados pré-hospitalares?

Por ser a assistência tão importante quanto a hospitalização, ela possui algumas características próprias:


Trata-se de um atendimento 24 horas por dia, todos os dias da semana; não é necessária consulta prévia e os pacientes são encaminhados a especialistas adequados para tratamento; são feitas orientações para outras situações graves.


Com todos esses detalhes e alguns outros que vão sendo percebidos no decorrer do incidente, esse serviço pode ser subdividido de acordo com a legislação sanitária brasileira.


A assistência hospitalar é projetada para ajudar os pacientes em instalações de cuidados primários, salas de emergência ou outros centros médicos que fornecem suporte em situações menos graves ou difíceis.


Também é chamado de atenção primária à saúde. Também oferece atendimento de urgência e emergência em enfermarias de hospitais.


Como os atendimentos fixos, os serviços de atendimentos móveis têm basicamente as mesmas características. No entanto, sua classificação é diferente. O foco principal é atender aos pedidos de ajuda dos cidadãos. O segundo nível é para pacientes que já fizeram progresso. O atendimento básico na sala de emergência se estabilizou, mas os cuidados mais complexos precisam continuar.


No que se refere ao setor da saúde, a legislação sanitária brasileira determina que o atendimento móvel à saúde deve estar vinculado a uma central de atendimento de urgência e emergência montada com todos os equipamentos necessários para a prestação dos serviços.


Os cuidados pré-hospitalares são realizados por equipe treinadas e capacitadas para este tipo de serviços, profissionais como: Socorristas, Bombeiro Civil, Técnicos em Enfermagem e outros que fazem um curso específico para este tipo de serviço.


Se este assunto despertar seu interesse, encontre um bom curso como o de Bombeiro Civil receba um treinamento prático, que o preparará para o atendimento pré-hospitalar e lhe proporcionará um atendimento rápido, útil e de alta qualidade, o que ajudará a salvar vidas.